21.09.2018

Aviso aos navegantes

Olá viajantes, tudo bem com vocês?
Ficamos um tempinho parados envolvidos em outros projetos mas agora o Agente por aí voltou turbinado.
Porém, vamos ficar off mais uns longos dias …
Estamos em um processo de mudança : hospedagem, plataforma e muita produção.

blog de viagens

Fiquem ligadinhos pois nos próximos meses voltaremos com muita novidade.
Vale a pena esperar.

Abraço 👍

26.04.2018

Como aprender inglês sem sair de casa

Tudo bem do lado daí? 

Hoje vamos compartilhar com vocês algumas dicas para aprender inglês sem sair de casa.
Aprender uma nova língua não é mais um luxo, mas uma necessidade, principalmente para aqueles que trabalham em grandes corporações.
Acontece que nem todo mundo tem dinheiro para frequentar uma escola ou ter um professor particular, foi pensando nesses que eu separei os melhores sites e formas para você aprender inglês no conforto de seu lar.

língua estrangeira

O primeiro site é o Duolingo , um aplicativo gratuito em que você aprende a pronúncia correta das palavras, e se for um pouquinho mais curioso, sempre ao final das aulas tem o resumo de tudo que foi aprendido e a gramática também, explicando o porque de usar tais palavras.

O Busuu também é um aplicativo semelhante, porém tem um valor anual (aproximadamente R$70, não tenho certeza). O bacana é que ele tem fóruns e você pode enviar suas atividades para outras pessoas corrigirem, tanto escrita, quanto pronúncia.
Há também vários canais no youtube ensinando falar novas línguas, mas eu particularmente gosto muito do Educação Ativa Idiomas, uma forma simples e gratuita de aprender.
Outra maneira que eu adoro estudar é através de livros de gramática, que você encontra no Kindle Unlimited ou pode comprar com valores super acessíveis, ou quem sabe tem algum primo que não usa mais seus livros que receberam em suas escolas particulares?! Uma oportunidade de ouro.
Paguei R$33 no meu livrinho de bolso que comprei na Saraiva.
Já ouviu falar da English Live? Pra mim é um dos melhores métodos pagos (pagamos R$140 por mês), uma vez que você tem professores bilíngues e/ou nativos que te “obrigam” perder a vergonha e desenvolver a fala.
Viu como há várias maneiras gratuitas ou pagas (com precinhos que cabem no bolso) ?
O segredo é você se organizar e ter disciplina (assunto de outro post).

Gostaram? Espero que sim.
Um super beijo e até o próximo destino.

03.11.2017

5 curiosidades sobre a Coréia do Sul

E ai pessoal, tudo certo?

Hoje no nosso post será sobre um país que é a febre do momento: Coreia do Sul.

1 – Sobrenomes mais comuns

Os sobrenomes Kim, Lee e Park são os mais comuns no país. Cerca da metade da população coreana tem esse sobrenome. O motivo? Ter um sobrenome nos tempos feudais era uma questão de “luxo”, e quando foi se popularizando, as pessoas foram escolhendo sobrenomes que seriam ligados a nobreza.

coreia do sul
Park Bo Young – Atriz

2 – Preocupação extrema com o corpo

A minoria esmagadora da Coréia do Sul está acima do peso.
Em 2017, a porcentagem era de 4,6% da população obesa. Para efeitos de comparação, o Brasil tem 17,1% de sua população obesa.

3 – Religião

 Aproximadamente metade da população não tem nenhuma religião. Os dados são de 2005 pelo próprio governo coreano, que afirmou que 46,5% do seu povo não manifesta nenhuma preferência religiosa. Da população religiosa, 40,8% são cristãos, 22,8% são budistas e o restante está concentrado em outras religiões.

4 – Tecnologia 

Até 2013, cerca de 70% da população tinha um Smartphone. Entre os jovens, o número aumenta, chegando a 80% de estudantes com o aparelho. O país de marcas famosas como Samsung e o principal exportador dessa tecnologia, tem elaborados políticas contra o vício desenfreado de seu povo pelo aparelho.

5 –  Apreço pelo cocô

A Coréia do Sul tem uma obsessão pelo cocô. Você não leu errado: Tem até vinho de fezes!
O uso de excrementos humanos e animais para fins medicinais é feito há séculos na Coreia.
 Livros antigos do país afirmam que o composto cura contusões sérias, cortes, ossos quebrados e é inclusive um remédio eficaz contra a epilepsia.
Eles têm até um museu para a “arte”, que pode ser comprado o ingresso nesse link aqui: Poopoo Land.

Coreia do Sul
Bem distinto não é mesmo? Qual curiosidade te deixou mais surpreso?
Deixe nos comentários.

02.10.2017

Tá sem grana e querendo viajar?

Muitas pessoas veem nossas fotos de viagens e dizem a mesma coisa : Quem dera ter tanto dinheiro assim! E nós concluímos com a mesma exclamação:

pixabay

A questão não é ter dinheiro para viajar, e sim se programar!

Existem diversas possibilidades de fazer uma viagem gastando menos, uma delas é o programa de fidelidade dos cartões de crédito, as famosas milhas.

Duas viagens que fizemos foi usando o programa de fidelidade da Latam, os pontos multiplus, já ouviu falar? Brevemente iremos fazer um post focado somente em viagens de milhas…
Daí você nos pergunta: Tá, entendi, mas e essa parada aí de viajar gastando menos?!
Na verdade, tudo depende de um planejamento e organização.
Fizemos uma experiência recente evitando gastos. Não fomos à restaurantes almoçar como de costume, pelo contrário, todos os dias levamos comida de casa (e diga-se de passagem que é bem mais saudável) , na faculdade levava sanduíche natural, e gastava somente o que de fato precisava. Colocamos no papel e foi assustador. Tivemos uma economia de R$600,00 (seiscentos)!

Imagina a pessoa que todo dia quer tomar aquela cerveja, ou comer um lanche, hummm açaí bem gelado e completo… Somado no fim do mês haverá uma economia que as vezes é jogado no ralo como água em torneira aberta.

Imagina se junto R$600,00 todo mês, em um ano tenho R$7200,00, podemos fazer uma viagem internacional!

Se deseja desfrutar desse mundo, conhecer lugares novos e explorar horizontes, aos invés de reclamar que não tem dinheiro, se programe. E depois nos conte se deu certo.

 *maior parte deste conteúdo é do blog da Klíssia Mafra, clique aqui

28.09.2017

Próximo destino: Intercâmbio!
E aí pessoal, beleza?
Essa semana estaremos ensinando a vocês tudo sobre intercâmbio.

Então fique ligadinho nas dicas 

pixabay

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e ter no currículo um diferencial é muito importante para quem quer se dar bem.
Por isso, separamos as principais dúvidas para responder à vocês.
Vamos lá?

Bem, para ter sucesso com um intercâmbio, é necessário decidir primeiro qual língua se quer estudar. Assim, podemos decidir qual país se encaixará melhor com seu perfil. Decidido isso, precisamos definir também quando ir e o tempo de duração da viagem. Então você pode se programar para ir juntando ou já pagando bem antes de viajar.
Exemplo, se você quer ir daqui a 3 anos, por que não começar a juntar agora?
O tempo passa tão depressa… quando você menos esperar, já estará embarcando.
A próxima etapa é ter uma noção básica do idioma que você quer aprender. Claro que existe uma prova de nivelamento do seu espanhol, inglês ou o idioma que escolher. Intercâmbio também é para iniciantes, mas é necessário lembrar que você morará na cidade por um tempo determinado, e precisará desenvolver atividades básicas, como comprar, perguntar e se locomover.
A última etapa é saber o quanto você está disposto a gastar. Isso é super importante para definir o local que você vai viajar. Também é necessário saber qual é seu estilo de vida, de acomodação e de alimentação, pois assim fica mais fácil decidir quais são seus limites.
No próximo post, ensinaremos sobre quais são as cidades mais baratas para se estudar os principais idiomas internacionais.

Não perca!