03.11.2017

5 curiosidades sobre a Coréia do Sul

E ai pessoal, tudo certo?

Hoje no nosso post será sobre um país que é a febre do momento: Coreia do Sul.

1 – Sobrenomes mais comuns

Os sobrenomes Kim, Lee e Park são os mais comuns no país. Cerca da metade da população coreana tem esse sobrenome. O motivo? Ter um sobrenome nos tempos feudais era uma questão de “luxo”, e quando foi se popularizando, as pessoas foram escolhendo sobrenomes que seriam ligados a nobreza.

coreia do sul
Park Bo Young – Atriz

2 – Preocupação extrema com o corpo

A minoria esmagadora da Coréia do Sul está acima do peso.
Em 2017, a porcentagem era de 4,6% da população obesa. Para efeitos de comparação, o Brasil tem 17,1% de sua população obesa.

3 – Religião

 Aproximadamente metade da população não tem nenhuma religião. Os dados são de 2005 pelo próprio governo coreano, que afirmou que 46,5% do seu povo não manifesta nenhuma preferência religiosa. Da população religiosa, 40,8% são cristãos, 22,8% são budistas e o restante está concentrado em outras religiões.

4 – Tecnologia 

Até 2013, cerca de 70% da população tinha um Smartphone. Entre os jovens, o número aumenta, chegando a 80% de estudantes com o aparelho. O país de marcas famosas como Samsung e o principal exportador dessa tecnologia, tem elaborados políticas contra o vício desenfreado de seu povo pelo aparelho.

5 –  Apreço pelo cocô

A Coréia do Sul tem uma obsessão pelo cocô. Você não leu errado: Tem até vinho de fezes!
O uso de excrementos humanos e animais para fins medicinais é feito há séculos na Coreia.
 Livros antigos do país afirmam que o composto cura contusões sérias, cortes, ossos quebrados e é inclusive um remédio eficaz contra a epilepsia.
Eles têm até um museu para a “arte”, que pode ser comprado o ingresso nesse link aqui: Poopoo Land.

Coreia do Sul
Bem distinto não é mesmo? Qual curiosidade te deixou mais surpreso?
Deixe nos comentários.